Home / Filhos / Devo evitar o Leite na Amamentação?

Devo evitar o Leite na Amamentação?

Olá meninas, tudo bem?

Como vocês já sabem, Helena, minha primeirinha, teve APLV (Alergia a Proteína do Leite de Vaca). A manifestação dela foi leve, e após um período de restrição absoluta ela já está liberada para consumir leite e seus derivados. E, não sei se é real ou não, mas vejo que esse tipo de Alergia está cada vez mais comum entre os pequenos, isso sem mencionar a grande parcela da população que está se tornando Intolerante a Lactose, na infância e na vida adulta.

Contudo isso comecei a ler um pouco mais sobre o assunto. E nesse processo vi que alguns profissionais especializados na área recomendam que, com um histórico positivo de APLV em um primeiro filho, seria recomendado evitar o consumo de leite e derivados numa futura gestação e na amamentação de um novo bebê. Mas, li algumas opiniões a favor dessa prática e outras contrárias.

E então??? O que fazer???

Devo Evitar Leite?
Devo Evitar Leite?

Aqui vai o meu conselho principal e que serve para todas as dúvidas e dilemas que vocês possam vir a ter com relação a sua saúde e a saúde dos seus filhos: não tome nenhuma decisão por conta própria, procure sempre um profissional da saúde especializado no que precisa e siga as orientações dele.

Foi o que eu fiz.

Mas aí você pode me perguntar: “Mas Denise, você não é médica? Não poderia decidir sozinha?”. NÃO!!! Sou Médica Ginecologista Obstetra, não trato de crianças e muito menos de alergias alimentares. Então, eu fiz exatamente o que aconselho, fui conversar com a médica da Helena.

Desde que minha pequena manifestou a APLV ela faz acompanhamento com o Pediatra Generalista e com outra Especialista em Alergias, uma Alergologista. E foi para ela que eu levei minhas dúvidas.

Segundo a sua opinião eu NÃO deveria suspender o consumo de leite e derivados nem na fase de gestação e nem na amamentação do Gustavo, a não ser que ele manifeste algum sinal ou sintoma característico da Alergia (lembrando que quando Helena teve a manifestação, ela estava em aleitamento exclusivo). De acordo com ela, ao consumir o leite e amamentar, eu exponho o meu filho à proteína do leite, o que contribui para que o seu pequeno organismo reconheça e aceite essa substância, e aumento as suas capacidades de produzir as enzimas que atuarão na sua digestão, o que seria benéfico para ele. Seria um princípio semelhante ao das vacinas que usam micro-organismos atenuados, você oferta a vacina para que o organismo crie anticorpos contra os agentes agressores.

Ok, para mim fez sentido. Além do mais, eu consulto essa profissional pois tenho confiança nela e portanto estou seguindo suas orientações. Ela conhece todo o histórico clinico da minha filha e julgo ser a pessoa com maior capacitada de opinar sobre esse assunto.

Então, achei interessante dividir com vocês essa minha experiência. Eu estou fazendo como ela orientou, comendo normalmente, evitando excessos, que nunca fazem bem, e observando bem de pertinho o meu pequeno. Mas, como disse anteriormente, se você estiver passando por algo semelhante, consulte sempre a opinião do médico de sua confiança. Não tome decisões apenas por influência de terceiros.

Beijokas, Denise.

Veja também

Especial do Dia das Mães: Meu Segundo Parto.

Olá meninas, tudo bem? Vou começar o post de hoje com tudo: Feliz Dia das ...

1 comentário

  1. Muito legal. Ótimo texto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *