Home / Gestante / Hipotireoidismo na Gestação.

Hipotireoidismo na Gestação.

Olá meninas, tudo bem?

Hoje vim trazer um assunto para vocês que vem gerando cada vez mais cuidado por nós, obstetras, durante um acompanhamento de Pré Natal: a disfunção da glândula tireóide.

Hipotireoidismo na Gestação.

Impressionante como a medicina está em constante modificação. Quando fiz residência, há alguns anos atrás, quase não se falava em hipotireoidismo na gestação, e os valores de corte para os exames eram bem maiores. Hoje em dia já não se faz mais um pré natal sem se investigar esse agravo. Felizmente com isso estamos melhorando muitos resultados gestacionais.

Bom, o mal funcionamento da Glândula Tireóide é bastante comum hoje em dia em mulheres na fase reprodutiva. Não raramente vemos mulheres que realizam tratamento para Hipotireoidismo engravidando. Outras vezes o diagnóstico se dá ao longo da própria gestação.

De um modo geral, o Hipotireodismo caracteriza-se por um distúrbio metabólico da glândula tireoide onde temos um funcionamento aquém das necessidades do organismo. Os sintomas principais associados ao problema são cansaço, sonolência, insônia, ganho de peso, ressecamento da pele e alteração do fluxo menstrual, podendo levar a parada do sangramento.

Nas gestantes está ligada à complicações maternas e fetais, tais como abortamento, aumento da pressão  arterial, placenta prévia, baixo peso ao nascer, prematuridade, óbito fetal, sofrimento fetal e prejuízo no desenvolvimento neurológico com redução do QI.

Na grande maioria das vezes a doença é de caráter auto-imune, ou seja, característica pessoais da própria mulher induz o surgimento da doença.

As pacientes que já possuíam esse diagnóstico anteriormente tendem a notar uma descompensação da função tireoidianas após a gravidez, o que implica em adequação do tratamento.

Contudo, as minhas recomendações para evitar essas complicações na sua gestação seriam:

1. Faça uma consulta Pré Gestacional e solicite uma avaliação da glândula tireoide, tanto em relação à sua anatomia quanto à função.

2. Se diagnosticado hipotireoidismo, inicie o tratamento e se assegure de estar com a doenca controlada antes de engravidar.

3. Inicie o Pré Natal precocemente e realize todos os exames solicitados ao seu tempo.

4. Se for sugerido o tratamento com Levotiroxina se atente para o uso correto da medicação.

5. Acompanhe a evolução da doença com exames de sangue a cada 6 ou 8 semanas.

Espero que gostem dessas dicas!

Beijocas, Denise.

Veja também

Dra, como será o meu Parto?

Com grande frequência eu recebo a seguinte pergunta das minhas pacientes durante o acompanhamento de ...

2 Comentários

  1. ola boa tarde eu tenho hipotireoidismo e temo puran t4

    e toda gravidez e um aporto
    entao ja tive 5 abortos espantaneo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *