Home / Saúde da Mulher / Mito: Corrimento Vaginal X Secreção Vaginal

Mito: Corrimento Vaginal X Secreção Vaginal

Olá meninas, tudo bem?

Hoje vou falar de um assunto muuuuito frequente nas clínicas ginecológicas: as secreções vaginais.

Posso dizer que pelo menos 1/3 das minhas pacientes vêm, em algum momento da vida, com queixas relacionadas ao aumento das secreções vaginais. Sendo que muitas têm queixa do tipo: “eu tenho corrimento a vida toda, que não sara nunca!”. Calma gente, ninguém tem uma infecção na vagina eternamente! Mas secreção vaginal fisiológica, ah, isso temos sempre. O que é preciso é conhecer essas duas situações distintas e cuidar para que o ambiente vaginal seja o mais saudável possível.

mitoVale a pena dizer que essas queixas acontecem em todas as fases da vida da mulher, desde a adolescência, durante a gestação, na fase adulta jovem ou mesmo após a menopausa.

Considerando então a constância desse assunto, resolvi passar algumas informações a respeito.

Primeiramente: secreção na vagina é NORMAL!. Sim, a vagina não é totalmente sequinha. Ela possui diversas glândulas que produzem secreções – que chamamos de muco – e que tem funções importantes como manter a flora vaginal adequada, ajudar na lubrificação, proteger contra infecções e atritos. O muco tem uma coloração clarinha e uma consistência que varia de acordo com a época do período menstrual, podendo ser mais fluida ou mais espessa. Não pode provocar sintomas como inchaço, coceira ou cheiro forte. Então, gente não estresse: secreção vaginal pode ser normal!

Já a infecção vaginal também pode se manifestar com secreção aumentada, mas esta terá outros aspectos e sintomas, tais como cor branca ou amarelada, aspecto grumoso (como nata de leite), odor fétido, dor e desconforto ao urinar ou na relação sexual, coceira, inchaço e vermelhidão no local. Nesses casos, as causas tem que ser bem definidas e o tratamento realizado, seja com medicações por via oral, seja com cremes vaginais.

Agora, o que serve para ambas as situações provocarem menos desconfortos, são hábitos saudáveis de cuidados com o ambiente genital. Seguem algumas dicas:

  • Use sabonetes neutros para a higiene genital diária, tal como glicerinados ou infantis;
  • Prefira roupas íntimas de algodão no dia a dia para evitar que a região fique muito abafada;
  • Não use roupas muito apertadas constantemente;
  • Lave a roupa íntima com sabão neutro, como de côco, evitando produtos químicos como amaciantes;
  • Seque a roupa íntima em ambiente arejado e passe antes de usar;
  • Durma com roupas leves;
  • Evite o uso de papel higiênico perfumado ou muito abrasivo;
  • Lave sempre a região genital após a evacuação;
  • Evite uso de protetor diário.

Bom, acho que essas dicas podem ser úteis sempre! Espero que ajudem bastante.

Beijokas, Denise.

Veja também

Camisinhas Masculina x Feminina.

Olá meninas, tudo bem? É com muita alegria que venho falar do vídeo dessa semana ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *