Home / Comportamento / 10 Dicas Valiosas para 2018 ser o SEU Ano.

10 Dicas Valiosas para 2018 ser o SEU Ano.

Hoje vim compartilhar com vocês 10 Dicas que venho aprendendo e tentando aplicar muito no meu Dia a Dia recentemente. Esses últimos anos foram anos de muitas mudanças na minha vida. Duas gestações seguidas, uma Mãe nascendo, uma carreira precisando ser repensada, padrões de vida sendo reestruturado, sonhos novos brotando a cada dia… e no meio disso tudo uma Mulher precisando se manter viva.

Para fazer com que a minha vida tivesse a dimensão que isso tudo exigia, e que me deixasse confortável a cada final de dia, tentei obedecer a alguns “princípios” de vida, que hoje vim dividir com vocês.  Vamos lá?

  1. Defina Objetivos:

    Essa é a etapa número 1 para todo sucesso alcançado, saber exatamente aonde quer chegar, ter seus objetivos bem definidos. Bem mesmo! Não adianta ser vago nesse ponto. Objetivos tem que ser detalhados. Por exemplo, se você está insatisfeito com seu corpo, simplesmente dizer: “meu objetivo é emagrecer” é muito vago, difícil de ser atingido, falta definição. Perder 1 quilo lhe será satisfatório? Quanto tempo você tem para atingir essa meta? Uma maneira de tornar esse objetivo definido e realizável seria dizer: “quero eliminar 10 quilos do meu peso atual”. Melhor ainda se você definir prazos: quero eliminar 10 quilos do meu peso atual em 6 meses. Pronto, objetivo real, concreto, definido. Você terá muito mais garra para alcançá-lo.

  2. Desenhe as Estratégias:

    Com todos os objetivos definidos para esse ano, comece a pensar nos meios que utilizará para alcançá-los. Desenhe as estratégias para chegar lá. Sim, sugiro realmente que sente e desenhe essas estratégias. Faça uma lista de ações que podem ser válidas, pesquise mecanismos que possam te ajudar. Nada surge do acaso, mas com um bom planejamento de ações tenho certeza que conseguirá chegar lá. O objetivo é conhecer um país novo? “Para isso terei que: providenciar documentos, conhecer a cultura local e planejar passeios, comprar passagem, achar um hotel bacana, escolher a melhor época do ano para passear, estimar gastos, fazer uma economia para não ficar apertado na volta…” . Para toda meta temos um caminho a percorrer.

  3. Se prepare:

    O seu principal objetivo deste ano é iniciar uma carreira nova? Maravilha! Já sabe tudo sobre ela? Não? Então vamos começar do início. Ninguém nasce sabendo nada, mas acredito que com preparação podemos aprender quase tudo. Claro, cada um de nós tem dons específicos. Eu nem com 20 horas por dia de preparação conseguiria cantar uma ópera! Mas de um modo geral conseguimos nos preparar para muita coisa. E isso pode demandar tempo, energia, dinheiro. Nos faz abrir mão de muitas coisas. Mas pense que a realização pessoal no final dessa preparação toda vai valer muito mais do que aquele prazer momentâneo que você abriu mão. Eu sei bem o que é isso. Para me tornar ginecologista e obstetra foram muuuuitos anos de preparação: 1 ano de cursinho, 6 de faculdade, 2 de residência, 2 de especializações… e pode acreditar, ainda me sinto em processo de formação. Mas com todo esse preparo me sinto segura frente a situações que exigem pensamento e ação rápidos.

  4. Trabalhe duro:

    Esse ano não vai conseguir pular o Carnaval pois a empresa não deu folga? Não se lamente. Faz parte. Ah, mas o Carnaval é muito importante para você? Então trabalhe duro, muito duro, até chegar em uma fase da sua vida quando poderá escolher quando e como quer trabalhar. Acredito que só com trabalho real crescemos como pessoa e como profissional. Temos sim que procurar fazer o que amamos, pois só assim seremos bons no que fazemos. Mas não se iluda pensando que por fazer o que gosta não terá que se esforçar. Terá sim que trabalhar duro. Por vezes se sentirá cansado, desanimado, é natural. Mas pode acreditar que todas aquelas pessoas que você admira e que te inspiram trabalharam muito duro para chegar lá.

  5. Fuja do que não lhe agrega:

    Sabe aquele “amigo” que olha para você, todo dedicado e focado nos seus objetivos, dá uma risadinha e fala: “você vai mesmo fazer isso?”, então, deixa eu te contar uma coisa, ele não é seu amigo. Pessoas ou situações que te colocam para baixo ou tentam te desviar do seu foco tem que ficar bem longe de você. Fuja, fuja do que não lhe agrega nada, do que atrapalha o seu crescimento. E cuidado, isso pode  ser uma coisa simples, como o celular que não sai nunca das redes sociais e tira a sua concentração dos estudos, uma prima magérrima que te convida toda noite para comer um hamburguer, uma amiga rica que exige sua companhia para tardes de compras no shopping badalado mesmo sabendo que você está poupando para os estudos. Cuidado, muito cuidado.

  6. Tenha resiliência:

    Nesses anos de vida como obstetra conheci muitas mulheres incríveis que me ensinaram o verdadeiro significado da palavra “resiliência”. Mulheres com tanta força, que mesmo passando por situações das mais difíceis possíveis, conseguem força para encarar a dificuldade e dar a volta por cima, geralmente com muito otimismo e gratidão no coração. Esses dias tive contato com uma dessas mulheres. Estava em sua quarta gestação e não tinha nenhum filho com ela. A primeira gestação evoluiu para um aborto espontâneo, a segunda ela teve que provocar um aborto pois tinha acabado de descobrir um câncer linfático e estava em quimioterapia, a terceira culminou com o parto de um menino, que ela perdeu no primeiro mês de vida após uma pneumonia. Meus Deus do céu! E essa mulher estava em sua quarta gestação, feliz com a barriga, obviamente sofrida pelas histórias anteriores, mas com uma capacidade de resiliência que nunca vi. Até onde eu sei essa criança nasceu bem. Mas eu me colocando na situação dela, acho que teria passado 9 meses sem nem queres respirar com receio do que pudesse acontecer. Como aprendo nessa minha profissão!

  7. Cuide de você:

    Essa dica vale para todo mundo, mas penso com carinho especial para as Mamães. Gente, como nós mulheres temos a capacidade de nos anular quando julgamos necessário, não acham? “Não, eu não preciso de uma roupa nova, prefiro pagar a festa do meu filho”, “Parei de fazer ginástica, assim tenho mais tempo para ficar com as crianças”, “Dra, meus exames estão alguns anos atrasados… mas levo minha filha 3 vezes por ano na pediatra!”… Aqui vai o conselho de ouro: é impossível cuidarmos bem de algo ou alguém se não cuidarmos primeiro de nós mesmas! Não é egoismo tirar um tempo para fazer o que gosta, para cuidar do corpo, da saúde, da beleza. É importante. Já li estudos que dizem o quando somos mais produtivas quando estamos bem conosco, quando nos cuidamos. Reservar tempo na agenda para nós mesmas é mais do que essencial. E sabe o seu filho? Pode ter certeza que vai admirar muito mais uma mãe que se valoriza e vai aprender a ser assim também.

  8. Comemore:

    Atingiu o seu objetivo ou ao menos parte dele? Comemore. Sinta-se feliz por isso, realizado. Essa etapa é muito importante para te motivar a seguir em frente, para traçar novos objetivos, para ousar pensar maior, mais alto. Comemorar não quer dizer encerrar um ciclo, ou fazer festa, tomar um porre, gastar dinheiro. Não. Tem mais haver com se valorizar pelo mérito alcançado, se permitir saborear tudo o que imaginou de positivo quando planejou aquele objetivo inicial. Vale comemorar grande, comemorar pequeno. Comemorar sozinho ou acompanhado. Essa dose de motivação na sua jornada servirá como um acelerador na sua caminhada.

  9. Agradeça.

    A gratidão é um dos sentimentos mais plenos que podemos ter, então quanto mais sentirmos, melhor. Sugiro que você crie um hábito diário na sua vida de agradecer. Sabe aqueles minutos que deitamos na cama ao final de um dia exaustivos e ficamos tentando relaxar? Aproveite esse momento para agradecer tudo o que aquele dia lhe trouxe de bom. Agradeça pelo que aprendeu, por quem conheceu, pela saúde que gozou, pela idéia sublime que teve. Se conseguir, agradeça também pelo que não deu tão certo assim, que pode servir de guia para você melhorar no dia seguinte. Tem estudos que provam que a gratidão pode trazer inúmero benefícios para quem a sente, em especial no relacionamento social com outras pessoas.

  10. Sonhe:

    Por fim, sonhe, sonhe muito. Não é por buscarmos produtividade e resolutividade em nossas vidas que não devemos sonhar. Muito pelo contrário. Sonhar nos permite criar, imaginar, vislumbrar. De um sonho a princípio inatingível podem surgir objetivos totalmente palpáveis. Sonhar exercita o nosso lúdico, suaviza as dificuldades do dia a dia. Uma vida sem sonhos pode ser muito sem graça, sem motivação. Então sonhe, sonhe muito.

Desejo a todos um Ano muito mais que especial!!!!

Beijokas, Denise.

Torne seu Ano mais Produtivo.

 

Veja também

Mês das Mães: Post super especial com Sisters e Mommies.

Olá meninas, tudo bem? Estamos iniciando um mês lindo, não acham? Rsrsrsrs. O mês que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *