Home / Família / Surto de Caxumba, o que fazer?

Surto de Caxumba, o que fazer?

Olá meninas, tudo bem?

Quem aqui já ouviu falar de Caxumba??? Todo mundo, né? Mas, você também pensa que trata-se de uma doença da infância? Pois saiba que não, que adultos também podem manifestar a doença e ter consequências sérias por ela.

A Caxumba é uma doença provocada por um vírus transmitido por meio oral, através de pequenas gotículas que podemos contrair de pessoas infectadas pelo beijo, contato próximo ou por objetos como talheres contaminados.

Interessante saber que mesmo antes da pessoa desenvolver os sintomas ela pode transmitir a doença, e esse período de transmissibilidade pode ser longo, de aproximadamente 3 semanas.

O vírus da Caxumba acomete preferencialmente as glândulas salivares, aquelas que produzem a nossa saliva, podendo ser uni ou bilateral. A glândula mais comumente afetada é a Parótida, que localiza-se logo abaixo e a frente das orelhas, o que dá ao portador da doença aquele aspecto de face inchada.

Os sintomas da doença são: dor e inchaço na região das glândulas salivares, febre, cansaço, mal estar, dor de cabeça, perda de apetite e dificuldade para engolir.

Agora,  o maior problema dessa doença está das consequências que pode trazer, em especial para os homens: a infertilidade. Como dizem popularmente o vírus pode “descer” e acometer as glândulas do testículo, provocando inflamação no local.

O tratamento não envolve nada específico e definitivo, e sim medidas paliativas para controle dos sintomas como analgésico, anti-inflamatório, compressa local.

Contudo, 0 mais importante e se VACINAR contra a doença. A vacina contra a Caxumba faz parte da Tríplice Viral, que imuniza contra Sarampo, Rubéola e Caxumba e é administrada nos nossos pequenos aos 12 meses com reforço aos 15. O aumento recente dos casos da doença está relacionado a adultos que receberam apenas 1 dose da vacina – sem o reforço – como era preconizado há alguns anos atrás.

Sendo assim, para se prevenir e prevenir seus filhos contra a Caxumba recomendo atualizar o cartão vacinal de todos, avaliando a necessidade de um reforço da vacina, lembrando que quem já teve a doença fica imunizado conta ela. E medidas gerais de higiene e proteção contra o contato são fundamentais, sempre.

Beijokas, Denise.

Vacinação Caxumba
Vacinação Caxumba

Veja também

Especial de Dia das Mães: Mães Especiais.

Olá meninas, tudo bem? Hoje senti uma alegria e uma emoção tão grandes ao ver ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *