Home / Filhos / A Regressão do Sono aos 2 Anos – Participação Especial de Michele Melão.

A Regressão do Sono aos 2 Anos – Participação Especial de Michele Melão.

Olá meninas, tudo bem?

Hoje vim trazer um post muuuuito especial para vocês. Estou muito empolgada por que acho que vocês vão A D O R A R o texto e a dica que eu vou dar.

O texto foi escrito pela Michele Melão, uma Consultora de Sono Materno Infantil, sim, sinônimo de Fada Madrinha! kkkkk. Eu conheci o trabalho dela por indicação de uma amiga querida que teve muitas dificuldades com o sono do seu primogênito e disse que sua vida mudou da água para o vinho após o trabalho com a Michele. E depois outras mamães que experimentaram o trabalho me fizeram muitos elogios.

Bom, o trabalho dela consiste em uma consultoria personalizada que identifica o problema que possa estar acontecendo no sono daquela criança e/ou família e propõe mudanças efetivas. Ela tem um site onde detalha melhor suas atividades, o Maternity Coach.

E hoje ela trouxe um texto feito com EXCLUSIVIDADE para o Mamãe Plena que fala de problemas que podem acometer o sono de crianças por volta dos 2 anos de idade. Eu achei o máximo pois minha Helena está com 1 ano e 10 meses e já aprendi muitas dicas que já estou botando em prática aqui em casa.

Foi feito tudo com muito carinho. Espero que gostem!

Beijokas, Denise.

Sono Infantil.
Sono Infantil.

A Regressão de Sono aos 2 Anos

Muito se fala a respeito das regressões de sono que acontecem frequentemente no primeiro ano de vida do bebê (4, 8, 9 e 12 meses), mas a criança pode passar por uma regressão grande aos 2 anos.

Geralmente para as famílias que nunca tiveram problema de sono, esta regressão é assustadora, porque após 2 anos dormindo bem, as crianças começam a acordar diversas vezes durante a madrugada, passam por grande dificuldade com a soneca e a impressão é de que as boas noites de sono nunca mais voltarão.

Neste post minha intenção é focar no desafio de enfrentar esta regressão, e espero que ajude as leitoras do Mamãe Plena a entenderem melhor esta fase de criança, como lidar e por que isso acontece.

  • Aos 2 anos a criança passa a ficar mais tempo acordada! Este é o primeiro ponto a pensar. Talvez você esteja mantendo a hora de dormir do seu filho exatamente como no primeiro ano de vida, porém aos 2 anos, a necessidade de sono da criança gira em torno de 12 horas, bem menos do que os menores, que precisam de 14/15 horas dentro das 24 horas do dia. Geralmente nesta fase, a criança ainda faz uma soneca, então calcule o tempo que seu filho dorme de dia e de noite, some as horas e perceba esta capacidade, para fazer os ajustes necessários.

  • Seu filho pode passar por angústia de separação aos 2 anos! Muitos bebês passam por picos de angústia de separação especialmente no primeiro ano de vida, porém este episódio pode acontecer até mesmo 5 ou 6 anos de vida! Claro que seu filho entende aos 2 anos que se você sair, isso não significa que vai desaparecer, ele entende que em algum momento a mãe vai voltar, porém esta ansiedade pode ter base em um medo real. Seu filho passa a ter medo de pessoas estranhas, medo de ficar sozinho, então se você conseguia sair do quarto e agora precisa ficar com ele até dormir, faça isso por um período, até que esta fase passe e o medo amenize.

  • Seu filho pode repentinamente parar de dormir durante o dia! A criança está muito cansada, aparentemente com sono, mas não se rende. Isso acontece muito durante a angústia de separação dos 2 anos, porque a criança está muito ativa, não quer perder nada, não tem interesse em parar de interagir com o mundo para dormir, e estando mais independente e consciente do que quer fazer naquele momento, o protesto é grande, a criança vai mandar o seu recado. A dica aqui para os pais é tentarem seguir a rotina, entender este período como uma fase, e não desistirem da soneca, porque a maioria das crianças vai tirar um cochilo durante o dia até pelo menos 3 anos.

  • Algumas transições que acontecem aos 2 anos podem atrapalhar o sono da criança! Mudar de berço para cama, começar o desfralde, iniciar em uma escola ou a chegada de um irmão nesta fase. Estas mudanças podem ser gatilhos para que seu filho passe a acordar de madrugada. Novamente pense que é apenas uma fase de adaptação e em algumas semanas seu filho já irá se acostumar com estes novos hábitos.

  • Seu filho pode ter mais pesadelos a partir dos 2 anos! A imaginação das crianças vai ficando cada vez mais fértil com o passar do tempo. Nesta fase a criança pode apresentar medo de escuro e de tudo que pode acompanhar esta escuridão como sombras, monstros e fantasmas. Estes medos podem resultar em pesadelos ou até mesmo em terror noturno, e devem ser tratados com respeito e atenção, para que a fase passe logo e seu filho entenda que está protegido. A dica aqui é usar uma luz bem fraca se for necessário, ficar com seu filho até dormir, não deixar ver desenhos que podem despertar o medo, cuidar das histórias que são lidas antes de dormir e principalmente sempre explicar para seu filho que ele pode contar com a ajuda dos pais no meio da madrugada se estiver com medo.

Em qualquer regressão de sono, pense que é uma fase de desenvolvimento, não é algo negativo, apesar do cansaço que pode abater na família toda. Seu filho está crescendo e com isso chegam os desafios e muitos novos aprendizados.

Michele Melão é consultora de sono infantil e baby planner certificada pela International Academy of Baby Planner Professionals (IABPP) e International Maternity Institute(IMI) e é sócia da Maternity Coach.

A Maternity Coach trabalha ajudando as famílias a passarem por estes e muitos outros momentos difíceis na vida das crianças. Despertares frequentes, sonecas muito curtas, associações de sono como colo, mamar, embalo ou qualquer outro problema comportamental que seu filho possa passar e que esteja dificultando as boas noites de sono. Estamos à disposição das leitoras aqui do Mamãe Plena para ajudar nestes pontos no www.maternitycoach.com.br

Veja também

Especial do Dia das Mães: Meu Segundo Parto.

Olá meninas, tudo bem? Vou começar o post de hoje com tudo: Feliz Dia das ...

5 Comentários

  1. Post super proveitoso. Crianças tem muita energia e realmente a hora de dormir acaba sendo muito complicada, infelizmente ainda tem pessoas q ñ compreendem e colocam culpa nos pais. Mas, qual é o pai q quer estar acordado mais de meia noite tentando colocar a criança pra dormir????
    É exaustivo pra ambos. Por isso, rotina é um ótimo aliado.

  2. Show de dicas!
    Mamãe plena, vc pretende ter mais filhos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *